29 de mar de 2013

Entretenimento atual


  Atualmente, uma das principais fontes de entretenimento são os filmes, e os seriados. Para os filmes, podemos optar por um bom romance, uma comédia, drama, terror, ação ou aventura, entre outros. Para as séries, temos os mais variados “estilos”, assim como nos filmes.

  Uma das séries de maior sucesso da atualidade é The Big Bang Theory, que tem como personagens principais os físicos Sheldon Cooper e Leonard Hofstadter, sua vizinha, a garçonete Penny, o grupo ainda é formado pelo engenheiro espacial  Howard Wolowitz e o astrofísico Rajesh Koothrappali. Koothrappali, como se pronuncia isso? Onde as diferenças de personalidade e inteligência dos personagens são contrastados comicamente.
  Mas eles são nerds, físicos, um engenheiro e outro astrofísico, não deve ser muito engraçado né? Bazinga. a série é hilária, e uma das suas curiosidades é o termo Bazinga, que foi popularizado pela mesma. ou seja, assistam, recomendamos o/

  

  Mas agora vamos falar de outra série altamente aclamada nos dias atuais, fazendo com que a Luisa pire uma multidão de fãs se forme pelo globo. Sim caro leitor, estou falando de... The Walking Dead. Para aqueles que não são muito chegados no inglês, a tradução do nome da série é “o morto caminhante”, o que nos da a certeza que é uma péssima ideia traduzir nomes de séries, animes e afins uma ideia do que se trata o seriado.
  Mas agora é a hora de acabar com a ilusão de vocês trazer uma pequena curiosidade. Na verdade The Walking Dead era uma história em quadrinhos escrita por carinhas de nomes estranhos Charlie Adlard, Tony Moore e Robert Kirkman.

Muita gente não sabia disso o.o

  A história se foca em um grupo de sobreviventes em meio a um apocalipse zumbi, liderado por um xerife de uma pequena cidade de Georgia. Esse xerife atende pelo nome de Rick Grimes, [spoilers a seguir] que sofre um acidente durante o primeiro episodio e fica em uma espécie de coma. Meses depois ele acorda em uma cidade destruída, cercada por criaturas famintas e temíveis, conhecidas por Zombies. A partir daí Rick encontra outros sobreviventes e começa sua corrida pela sobrevivência. [spoilers acabam aqui]

Acho que ela esqueceu da maquiagem antes de sair u.u

 Mas é claro que em situações extremas, alguns humanos piram na batatinha chegam ao seu limite e fazem coisas muito maquiavélicas não tão benéficas aos outros integrantes do grupo. Aí vem a pergunta de todos os sobreviventes... Em quem confiar?
 
Com essas pessoas confiáveis você estará a salvo #sqn
A série foi altamente aclamada pela crítica, conseguindo que a Luisa pirasse toda a vez que ouve o nome da série que dias antes da estréia de sua segunda temporada a confirmação da terceira e quarta fossem feitas por um contrato. Ou seja, vale muito a pena ver.           

  Ee para finalizar as séries, Supernatural. Onde tudo começa com a morte de Mary Winchester, a mãe de Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles), que faz com que suas vidas mudem drasticamente, pois a morte de Mary foi causada por um ser sobrenatural, um demônio. Com isso, eles se tornam caçadores, instruídos pelo pai, John Winchester. No início, o principal objetivo é caçar a coisa que matou sua mãe, mas logo, como diz uma das frases mais marcantes da série, o importante é “salvar pessoas, caçar coisas, o negócio da família.”  E assim continua, com os irmãos Winchester salvando algumas vezes até o mundo, destas criaturas sobrenaturais, cuja existência é desconhecida pela maioria.

The Road So Far.. "Carry on my wayward son..." ♫

  O seriado conta com oito temporadas, todas interligadas, porém com histórias bem independentes. Atualmente, Supernatural continua sendo um grande sucesso, tendo fãs espalhados pelo mundo todo.
  Mas como somos o tipo de pessoas que adoram trazer novidades a todos... Vocês sabiam que o projeto inicial para Supernatural não havia caçadores? Exatamente, no script inicial Dean e Sam eram simples investigadores, que viajam pelo país reportando casos fora do comum. A idéia foi reprovada, pois não teria popularidade devido a falta de ação.
  Outra coisa interessante e que Jensen Ackles, ator que representa Dean, havia feito o teste para o Sam. O_O Isso mesmo, o Jensen seria o Sam. Isso só foi mudado com a chegada de Jared para o papel. Ai sim Jensen foi colocado no lugar certo, afinal, para aqueles que assistem... É impossível imaginar outro Dean ou outro Sam u.u


Não dá para imaginar sem eles ><

Ee Filmes, quem não gosta?

  Começando com um romance, O filme Um Dia que se inicia em 1988 quando Emma e Dexter se conhecem na noite da formatura e a partir daí, durante vinte anos, a trama é contada em apenas um dia, o dia 15 de Julho. Ao longo dos anos, eles conhecem outras pessoas, passam por crises, frustrações,  porém eles possuem uma ligação inexplicável, durante muito tempo de apenas amizade, que se transforma em amor.
  O Filme é baseado no best-seller de David Nichols, meio clichê, por se tratar de amigos que se apaixonam no final, mas que romance não é clichê? Porém é aclamado por muitos e criticado por outros como a maioria das produções, literárias ou cinematográficas. Contudo, Consideramos um filme muito bom, e emocionante para as pessoas como eu que já choram atoa.

><

  E após uma breve pesquisa em nossa sala de aula, descobrimos que temos na sala um pequeno grupo de pessoas que gosta do filme A Origem. O filme foi lançado em 2010 e tem como estrela principal Leonardo Dicaprio.
 
Olha o poster do filme ai *.*
  O filme que dá um nó na sua cabeça é tão complexo quanto o poster promocional dele. Tudo se passa no nosso planeta, porém existem algumas pessoas capazes de entrar no sonho das pessoas. O_O E é por isso que a coisa fica bem confusa... Obviamente, para estar em um sonho alguém tem que estar dormindo. Só que se é capaz de fazer, dentro do sonho, o sonhador dormir. Ou seja, um sonho dentro de um sonho. E isso pode continuar infinitamente.
  Assim, Dom Cobb (Leonardo) e seu parceiro Arthur (Joseph Gordon-Levitt) são contratados para invadir a mente de um jovem empresario, a fim de fazer uma inserção. A inserção é o ato de, através do sonho, plantar uma ideia na cabeça de alguém. Quanto mais fundo na mente de alguém a ideia é plantada, mais forte ela floresce. Por isso o grupo de protagonistas vai descer vários níveis em um plano incrível e arriscado. O final que você precisa de uma hora para processar é bem legal, mas não vou dar spoilers a vocês. Assistam e descubram mwahahahaha.
  
Estes filmes e séries são apenas dicas, e existem milhões de filmes e séries por ai, ee várias maneiras de assistir, então, assistam!
#ParabénsRavena e #ParabénsLeandrim

Gustavo Uliana e Mariana Ambrosim
M3

28 de mar de 2013

Dependência da internet e suas consequências

A Internet é um aglomerado de redes de comunicações em escala mundial, e permite o acesso a informações e todo tipo de transferência, esse meio de comunicação que é usado para atividades múltiplas, nem sempre é utilizado para agregar conhecimentos.


A Internet pode causar dependência por oferecer uma diversidade muito grande de entretenimentos, e a cada dia cresce o número de dependentes porque muitas vezes é utilizada como meio para suprir carências da vida real. Um levantamento realizado pela Universidade La Salle, nos Estados Unidos, estimou em 50 milhões o número de viciados em Internet. De acordo com a Internet World Stats, 1,3 bilhões de pessoas usam Internet no mundo todo.

Os dependentes da Internet têm sua vida afetada, se tornam pessoas agressivas, sedentárias, tem seu desempenho acadêmico afetado, e se sentem atormentados quando estão longe da mesma.

Na opinião da Médica Sylvia, as mesmas motivações que levam alguém a se drogar podem levá-lo ao vício no ciberespaço. "A maioria é formada por pessoas sem perspectiva de futuro que acabaram por se envolver com isso", diz ela.

Como identificar?



Uma pessoa é considerada dependente da Internet quando abre mão de muitas outras atividades do seu meio social e muitas vezes deixa suas atividades fundamentais do dia a dia para alimentar seu vício.

Veja abaixo quais são os critérios utilizados pelo Instituto de Psiquiatria do HC para diagnosticar a dependência de internet.
  1. Preocupação excessiva com internet
  2. Necessidade de aumentar o tempo conectado para ter a mesma satisfação
  3. Exibir esforços repetidos para diminuir o tempo de uso da internet
  4. Apresentar irritabilidade e/ou depressão e buscar conforto navegando na internet
  5. Quando o uso da internet é restringido, apresenta instabilidade emocional
  6. Permanece mais tempo conectado do que o programado
  7. Trabalho e relações sociais (amigos e família) em risco por conta do uso excessivo
  8. Mentir para os outros a respeito da quantidade de horas que fica conectado
O NPPI (Núcleo de Pesquisas da Psicologia em Informática) tem um sistema on-line de atendimento para viciados em Internet. Quem tiver interesse em buscar a orientação dada pelo núcleo pode entrar em contato pelo endereço eletrônico nppi@pucsp.br



Ramon e Renan. Turma M3
Ifes - Campus Venda Nova do Imigrante
28 de março de 2013







27 de mar de 2013

Webcelebridades

Webcelebridades são as celebridades de internet. Existem vários tipos de webcelebridades, mas as mais comuns são aquelas pessoas que ganharam fama instantânea, porque foram flagradas em uma situação rídicula ou engraçada. Infelizmente para essas pessoas, na maioria das vezes elas são esquecidas com a mesma velocidade que ganharam fama. Mesmo esquecidos, aposto que quase todos lembram dessas figuras aí:

Algumas celebridades da web também podem se tornar famosas por causa de músicas que viraram hits e ficaram tocando por meses, até causar a loucura de algumas pessoas que não aguentavam mais ouvi-las. Nesses casos, geralmente a fama dura mais e o protagonista do vídeo pode até deslanchar na carreira de cantor, para a alegria de uns e tristeza de outros

Falando em hits, não podemos esquecer do que está bombando no momento: o Harlem Shake, que ficou conhecido graças a publicação de um vlogger americano chamado Filthy Frank. Ele gravou um vídeo ao som da música intitulada "Harlem Shake" do DJ Baauer, em que aparece de rosa com mais três pessoas executando uma dança sem o menor nexo, mas que caiu no gosto popular e foi repetida em todo mundo em inúmeras versões, chegando até a virar flashmob.
Vale lembrar também algumas pessoas que se tornaram famosas graças à internet, como os vloggers FelipeNeto e PCSiqueira e a fotologger Marimoon. Essas pessoas se tornaram tão populares e influentes, que ganharam convites para trabalhar em outros meios de comunicação. Outros exemplos desse tipo de webcelebridade são os gamers-youtubers. Esses caras gravam vídeos falando e dando dicas sobre o mundo dos games. Esses são mais famosos entre a galera que curte esse tipo de entretenimento, como exemplo serve o VenomExtreme.
Não dá pra falar de todos, mas dentro desse cenário vem surgindo o tempo todo novas webcelebridades, como a Kéfera, DenisLee e o humorista MarcosCastro. Assista um de seus vídeos:

A pergunta é: Qual o segredo para se tornar tão famoso em tão pouco tempo?
Infelizmente (ou felizmente), essa é uma pergunta sem resposta. Você pode até tentar fazer alguma coisa idiota, ou se matar tentando, mas nada garante que seu vídeo será divulgado. Você pode tentar também gravar vídeos falando de coisas engraçadas ou dando dicas sobre um assunto que gosta, mas duvido muito que consiga fazer algo do tipo sem parecer clichê. E mesmo que consiga alguma fama, nada garante que isso trará algum retorno, será que vale a pena tanta exposição?
A lição que devemos tirar disso tudo é que a internet é um veículo de comunicação poderosíssimo e se alguém deseja construir um legado na web, que seja falando de coisas boas. Temos uma ferramenta em mãos que pode ser usada para difundir causas sociais e ambientais, compartilhar conhecimento, interagir e incluir as pessoas.
Use-a com sabedoria #fikdik

Alice Falqueto e Fernanda Bueno
Turma M3


26 de mar de 2013

Sala de jogos: diversão ou pesadelo?


No mês de novembro de 2012 uma sala de jogos foi aberta no campus.  Finalmente teremos algo para fazer nas horas livres no campus.
Viva!!!!11!!  Algo para fazer, ou não?
Logo nos primeiros dias de utilização da sala, alunos foram encontrados matando aula lá, lembrando que a sala foi inaugurada no final do ano letivo, mas como todos somos esforçados passamos direto sem preocupações SQÑ.
A sala encontra-se no terceiro andar do prédio novo um local bem afastado onde há pouco fluxo de servidores, e o Everton que não faz nada tem mais o que fazer do que ficar fiscalizando aluno de ensino maternal médio matando aula.
Entrevista com Everton:
Nós: Everton, qual a principal razão da desativação da sala de jogos?
Everton: pow véi Os cara não soube cuidar, e quebraram um monte de coisa la.
Nós: Quais materiais foram danificados ou inutilizados na sala de jogos?
Everton: Sumiram com a bolinha do futebol de botão, rasgaram a redinha do tênis de mesa e quebraram varias bolinhas.
Como eles conseguiram rasgar a rede do tênis de mesa se ninguém precisa chega perto dela!!!! AFF. Por causa dessas depredações que pessoas sem capacidade mental fazem sem motivo, que hoje quando chegamos em algumas escolas publicas parecem que elas estão abandonadas.
Graças a um grupo de pessoas a sala de jogos não completou nem um mês aberta, e agora nesse ano estamos sem lugar de mata aula sem sala de jogos por tempo indefinido, e como estamos sem cantina ficamos com nada para fazer na hora do lanche.

Então galera fica a dica, se saber usar vai durar.








25 de mar de 2013

Música Argumentativa


Já parou pra pensar quantas músicas escutou hoje?

No despertador, no caminho até a escola, ouvindo seu colega que acha que a sala de aula é um palco, no rádio, na internet, na academia, seja onde for entramos em contato com algum gênero musical. É praticamente impossível contar quantas canções ouvimos ao longo da nossa vida.
A música está em todos os lados!

É por conta disso que a música acaba, direta ou indiretamente, nos influenciando. Afinal existem músicas pra tudo, para namorar, trabalhar, realizar exercícios, brincar, rezar, lembrar, é ela que tem o papel de transmitir emoções e ideias, papel esse que algumas vezes a fala sozinha não consegue assumir. 

De modo simples podemos dizer que a melodia é responsável por traduzir sentimentos, e a letra de transmitir uma ideia, e juntos (melodia + letra) formam a música, esta por sua vez é um discurso portador de uma mensagem.

Pessoal revolts.
Utilizando argumentos válidos essa mensagem pode influenciar e entusiasmar milhões de pessoas. Quer um exemplo?

No período da ditadura militar, cantores utilizavam esse recurso artístico e cultural para instigar os jovens contra a repressão. Músicas como “Pra não dizer que não falei das flores” (Você pode ouvir clicando aquide Geraldo Vandré foram censuradas por carregar em suas entrelinhas ideias contra a ditadura imposta pelo governo.





Hoje em dia não é diferente, algumas músicas cativam as pessoas pela mensagem forte contida nelas. Canções que vão contra a mídia e alguns preceitos fazem sucesso, principalmente entre os jovens. Abaixo temos dois vídeos da banda Charlie Brown Jr que demonstram bem isso: 

video
video
#vaicomDeusChorão

Vale lembrar que todo estilo musical é admirável, o preconceito está na cabeça das pessoas desinformadas. O importante é absorver o que a mensagem da música trás de positivo, e escolher o ritmo que mais te agrada no momento. A música não é só alegria, tristeza, saudade e lembrança, a música também é história e influência.

“Argumentar é a arte de convencer e persuadir”

José Egidio e Welerson. Turma M3
Ifes - Campus Venda Nova do Imigrante
25 de março de 2013



  

22 de mar de 2013

A hora é agora – Já sabe o que vai fazer?



Escolher um curso, entrar em uma faculdade, arrumar um emprego... O futuro esta mais perto do que você imagina.

Todos os dias, você faz escolhas, algumas mais importantes que as outras. Você escolhe o que comer o que vestir qual filme ver no cinema, o que fazer para se divertir, e muitas outras coisas. E se às vezes, escolher uma roupa pode parecer uma decisão difícil, imagine então escolher uma profissão?
Você está chegando cada vez mais perto desse momento de decisão, mas o processo de escolha deve começar já.
Para começar vamos traçar por onde começar. Sério.

Ta tenso, amigo?
Ta tenso, né amigo?

1 - Por onde começar?  Um dos maiores filósofos da humanidade disse: “Conhece-te a ti mesmo”. O primeiro passo para escolher uma profissão é responder algumas perguntas a seu próprio respeito. O que você gosta de fazer? Quais são suas matérias preferidas na escola? Você gosta de desafios ou estabilidade? E a mais importante: O que você quer fazer no mundo?
Seu sonho é descobrir uma cura de uma doença grave? Então, quem sabe, você pode fazer Medicina? Ou ser sociólogo e lutar por uma causa politica? Seja qual for seu sonho, você pode encontrar uma carreira da qual você gosta e que ainda vai ajuda-lo a chegar mais perto de realizar seu sonho.

2 - Pesquisar! Levante as seguintes questões:
·         Quais cursos poderiam leva-lo às carreiras em que você pensou?
·         O que esses cursos abordam?
·         Que outras opções de carreira esses cursos oferecem?
Converse com amigos, pergunte a quem já está na universidade como é o curso que ele faz, a grade curricular, os professores, as matérias. Converse com quem já esta no mercado de trabalho e descubra como é o dia-a-dia desse profissional.

3 - Sonho vs. Realidade! Nesse momento, faça um cruzamento de dados entre o sonho e realidade. Pense no que mais lhe motiva e avalie as opções reais e ideia que mais se aproximam.

4 – Amor, Aptidão ou Dinheiro? Somente o amor não é suficiente. Você tem que ter aptidão também, mas isso você adquire com estudos, treinamento e experiência. Tudo pode ser aprendido, a aptidão natural não é determinante para o sucesso. A dedicação sim. Já escolher uma profissão simplesmente porque é financeiramente atrativa, é quase sempre uma furada: nada garante que daqui a cinco anos ou mais, período que você levará para se formar, esta profissão ainda estará em alta e não tão saturada. O dinheiro é consequência.

“A pessoa tem que ser flexível, se organizar e saber balancear os estudos e as horas de lazer. Mas, não tem uma receita: é uma questão de a pessoa se conhecer, observar o que é bom para ela, em quais momentos ela rende mais”. (Ana Maria Rossi, presidente da International Stress Management Association no Brasil)

10 coisas para se levar em conta:

1-      Opinião dos pais e amigos;
2-      Bons salários;
3-      Desempenho escolar. As profissões são mais complexas que as matérias do colégio;
4-      Sempre vale mudar de ideia;
5-      Cursos fáceis de entrar. Não escolha o curso pela facilidade do vestibular;
6-      Profissões da moda;
7-      A vida real. Procure saber tudo sobre a carreira escolhida;
8-      Universidades badaladas. “Quero ir pra Viçosa”;
9-      Qualidade de vida;
10-   Não descarte uma vocação só porque há muitos profissionais na área.

Sempre também aqueles sites legais que rolam na internet que você pode e talvez deva acessar esses sites de testes vocacionais. Pesquisamos um bacana, e basta apenas você clicar AQUI Ó. Ele é bacana porque o teste tem uma proposta de apresentar as áreas que mais se identificam com você, buscando orientar de forma mais direta e conclusiva sobre as áreas e cursos que podem corresponder às suas possíveis expectativas e vocações. Vale lembrar que o teste nem sempre acerta pros mais orelhudos

Para terminar, sempre vale ressaltar o esforço em primeiro lugar, sendo que a mente se organiza diante de objetivos definidos. Isto cria um orgulho interior, proporciona segurança e estabelece paz no espírito.
 E como disse um professor dos cachinhos dourados: "A sorte sempre acompanha os espíritos bem preparados." rs

Caio Vargas Comarella e Eduardo Prado de Lima
Turma V3
22/03/2013






21 de mar de 2013

Toda cura para todo mal, a exposição.



Hola, mi amigo! ¿quieres ver una bella exposición?
 

Sim, isso mesmo que você ouviu. Desde ontem (20 /03/2013), estão em exposição os trabalhos que os alunos do 1º ano D3 realizaram na disciplina de Língua Portuguesa como fechamento aos estudos iniciais relativos ao processo comunicativo.

Para interpretar em profundidade a proposta da atividade, é importante compreender as noções de texto, tipos textuais e gêneros textuais que embasaram o processo. Para isso, elaborei um pequeno texto que fornece uma noção elementar desses conceitos que pode ser lido na própria exposição ou, se preferir, consegue acessá-lo aqui.

Toda cura para todo mal: um trabalho com o gênero bula” trata-se de uma brincadeira com o gênero textual bula (#cêjura!?) na qual os discentes produziram textos que acompanhariam medicamentos fictícios para males bastante reais (traição, corrupção, burrice, feiura, excesso de libido, só para citar alguns exemplos).

Cata o cartaz da exposição e algumas fotos:



Visão do todo.

OLHA, MAS

N.Ã.O TOK!

Analice curtindo o vernissage

Ela também foi. Tem nada a ver com nada, mas é linda, portanto, merece foto!

 

O título é uma alusão direta à canção “Uh Uh Uh, La La La, Ié Ié”, do grupo mineiro Pato Fu (<3) numa pegada toda Jackson 5 (<3³). Para quem ainda não conhece a música e/ou o clipe (e para quem já conhece também, oras!) enjoy it:

 

 

Espero que gostem de ler e apreciar tanto quanto curtimos produzir e organizar tudo. Fiquem com um beijo meu, um da D3 inteira e outro da, sempre rica, Narcisa Tamborindeguy.

 

 

Estou terminando o Ensino Médio, e agora?

Você acha que já está na hora de se preparar para o Vestibular, mas não sabe por onde começar? A gente dá dicas e muito mais.


Como é bom ser criança e não ter que nos preocupar com o Vestibular e o Enem. E quem diria que a hora em que teríamos que nos preocupar fosse chegar tão rápido... Pois é galera! Chegou. E agora estamos em uma fase de muitas escolhas e apesar desse ser um momento destinado aos erros precisamos levá-lo a sério.

Se você quer ingressar na universidade dos seus sonhos e já está decidido do que quer, está na hora de estudar mais porque, felizmente, o mercado de trabalho vem exigindo muito de seus profissionais. Por isso, reunimos aqui algumas dicas para você parar de enrolar e dar início aos estudos:

1. Saiba o que quer
Esteja certo do que quer fazer, isso motivará você a lutar pelos seus objetivos.

2. Organize-se, mas respeite o seu tempo para diversão também
Não precisa deixar de fazer nada, tudo tem seu tempo, por isso, monte um cronograma com o que precisa ser feito. O que não pode é você destinar mais tempo para o lazer do que para os estudos.

3. Seja realista com o tempo que você levará com cada tarefa
Antes de fazer seu planejamento, saiba do tempo que você precisa para completar cada tarefa e leve em consideração os imprevistos. Seja sempre realista, se acha que é capaz de resolver exercícios gramaticais em uma hora, ótimo, se acha que não, destine mais tempo a isso.

4. Comece!
Deixar tudo para depois pode virar mania e para vencê-la é necessário estabelecer um novo hábito: começar já! Quanto mais você enrola mais complicada as tarefas parecem ser.

5. Livre-se das distrações
O importante é saber o que atrapalha você nos estudos e se livrar disso. Quando for estudar, desligue o celular e a TV e esqueça as redes sociais durante esse tempo.

6. Encare seus estudos como uma profissão
Você está se preparando para uma universidade com o objetivo de se tornar um bom profissional, certo? Isso quer dizer que quando chegar ao emprego dos seus sonhos você se dedicará ao máximo e será responsável. Por isso, adquira agora mesmo essa responsabilidade para você.

7. Aprenda a gostar de estudar
Às vezes, precisamos nos acostumar a comer legumes e vegetais que não gostamos, mas que sabemos que fazem bem. O mesmo pode acontecer com os estudos. Esforce-se para gostar de estudar e comece com pensamentos positivos.

IMPORTANTE: Antes de escolher o curso que você realmente deseja fazer, analise o esquema a baixo e escolha algo que você goste, que tenha remuneração bacana e que o mercado de trabalho esteja legal. Una o útil ao agradável.



Mas espera aí! Bateu aquela dúvida sobre o futuro? Fica tranquilo porque o Guia do Estudante ajuda você. A página oferece dicas de especialistas, simulados, orientações profissionais e muitas novidades sobre Vestibulares e Enem, vale a pena conferir! O Guia do Estudante conta, também, com uma página do Facebook atualizada diariamente que contém cerca de 710.000 mil estudantes. 


Outro recurso que pode te ajudar nos estudos é o Descomplica, um canal de vídeos bem legal  que conta com vídeo aulas, áudios, testes e tudo mais que você precisa para mandar bem no Enem, no Vestibular e até mesmo na Escola.

Para você que não tem pressa em entrar em uma universidade e acha que não deveria haver pressão social para passar no vestibular aos 17 anos, nós também damos dicas.


A universidade não deveria ser encarada como uma extensão da escola, mas é. Esse ambiente deveria ser aquele em que se estuda por prazer e não por passar de ano. Fato que sempre acaba acontecendo com um estudante que depois de onze anos se sentindo "obrigado" a estudar vai para a universidade. Justamente por isso, você não tem que se sentir obrigado a passar no Vestibular. Que tal tirar um tempo para viajar, trabalhar e estudar outras coisas para amadurecer as ideias? A experiência pode não cair no vestibular, mas pode te ajudar a encará-lo com menos peso nas costas e aproveitar tudo quando for a hora certa.


Ignorem o fato de ser Eclipse, a intenção
é a mensagem.

E você? O que acha sobre tudo isso? Deixe a sua opinião nos comentários.

Monique Ahnert e Vinícius Saiter
Turma V3