15 de fev de 2012

Compensações

Em 2011, o Instituto Ecofuturo organizou o 7º Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso, com o tema “Vamos Cuidar da Vida” (para quem não lembra tem um post sobre o concurso aqui). 

"O importante é participar."
Toda nossa escola foi mobilizada e tivemos participantes de quase todas as turmas. Escolhemos os cinco mais bem redigidos, enviamos e cruzamos os dedos. No mesmo ano, o resultado foi divulgado. E nenhum texto de Venda Nova havia sido escolhido *TODOS CHORAM*.

Como bons competidores que somos, ainda que cheios de ódio/ira/inveja/despeito/rancor/et cetera no coração, aceitamos nossa derrota e parabenizamos os vencedores. Alguns meses depois, foi divulgada a publicação contendo todos os textos premiados. À medida que lia, entendi o porquê daquela seleção. Todas as produções, cada uma à sua maneira, apresentavam qualidade impressionante.

Entretanto, além dos textos vencedores, há trechos de vários outros textos selecionados e para minha grande surpresa, na página 120, eu leio:



Clique para ampliar.

Fiquei assim:


"Alegria" define.

Tão feliz que parecia que haviam publicado um livro inteiro só meu!

Se quiser dar uma conferida no meu texto completo para entender o contexto do trecho acima, basta clicar aqui. Caso queira ver a publicação com todos os textos campeões, o link é este.

6 de fev de 2012

Tudo novo. De novo.

Feliz fim do mundo pra você!
Dois mil e doce doze finalmente começou. Pode parecer estranho (tendo em vista que já estamos em fevereiro, mês do meu aniversário), mas pelo menos para estudantes e professores o ano só começa pra valer quando as aulas começam. E, adivinha, elas começaram!

Todo ano vocês fazem as mesmas promessas de que vão estudar mais e conversar menos. Provavelmente, estimulados pelos materiais novinhos e todas as possibilidades que um ano todo em branco traz. Entretanto, muitas vezes, esse gás da primeira semana escapa tão rapidamente quanto aquele que foge de um balão furado. Como proceder, então?

Chorar a gente já entendeu que não funciona no mundo adulto tão bem quanto funcionava há um tempo. Responsabilizar outra pessoa (pai, mãe, professor, papagaio, O Sistema...) pelas coisas que [não] fazemos é desculpa furada. Jogar tudo para o alto, chutar o balde e fingir que estuda não é uma possibilidade.

Queridos, para que este ano letivo que começa hoje seja um período agradável, produtivo e realmente fique marcado como um bom ano para todos é de extrema importância que vocês QUEIRAM que ele seja dessa forma. E, principalmente, que TRABALHEM para que assim seja. Adianto que não será nada fácil. Mas garanto que valerá muito a pena todo o esforço.

Que venham os próximos cento e noventa e nove dias letivos.

--
P.S.: Por força das circunstâncias, em 2012, estarei responsável apenas pelas aulas de Língua Portuguesa do primeiro ano e da modalidade Proeja. Sendo assim, solto a mão daqueles que agora estão no segundo e no terceiro anos na certeza de que fizemos juntos um bom trabalho.

E, um último pedido: pelamordeDeus, não me envergonhem na frente dos outros professores de Português, ok? Se isso acontecer, eu garanto que saio do meu sarcófago e vou puxar sua perna durante a noite. MUAHAHAHAHAHA!!!1!