18 de abr de 2017

1º ANO: ATIVIDADE VARIAÇÃO LINGUÍSTICA

Para concluirmos nossos estudos sobre Variação Linguística, peço para que vocês, em duplas, façam as atividades propostas nas quatro páginas abaixo:

Entrega: 
1º A - 25/04/2017 (terça-feira);
1º B - 26/04/2017 (quarta-feira).





Referência: AMARAL, E. [et al.] Novas palavras: língua portuguesa: ensino médio. 2. ed. renov. São Paulo: FTD, 2005. 

5 de mar de 2017

As classes gramaticais

Todas as palavras são passíveis de categorização em uma das dez classes gramaticais existentes. Essa classificação ocorre a partir de uma área específica do estudo da Língua chamada Morfologia. 

A morfologia é o estudo das formas (morfo = forma; logia = estudo) e não está limitada às reflexões linguísticas. Em biologia, por exemplo, também existe morfologia. Nesse caso, é o estudo das formas de um ser vivo, sua formação, constituição. 

No nosso caso, morfologia é o estudo das formas das palavras. Nele aprendemos acerca dos processos de formação das palavra e também, depois de formadas as palavras, a sua classificação em um dos dez conjuntos. 

Abaixo, você tem acesso às classes e suas respectivas definições. 


No site em que peguei o material acima, cada classe tem em seu nome um link para maiores explicações acerca dela. 

ATENÇÃO: Não é possível decorar todas as palavras de uma classe porque É O CONTEXTO DE USO que me dirá a classe gramatical a que pertence cada termo. Então, uma palavra que normalmente é tida como verbo pode, em determinadas circunstâncias, ter valor de substantivo, por exemplo. 

9 de set de 2016

O GÊNERO CRÔNICA - LIVRO "(RE)CRIANDO REALIDADES

Dando continuidade ao estudo dos gêneros do discurso do tipo narrativo, solicito a leitura do livro organizado por mim e escrito, basicamente, pelos meus ex-alunos do IFES campus Venda Nova do Imigrante.

O livro pode ser baixado clicando aqui.

As crônicas são, na sua maioria, bem curtas. O que confere dinamicidade, fluidez e rapidez à leitura.

Vocês farão uma atividade referente a esse livro em sala nas datas abaixo:
TURMA A: 23 de setembro (sexta-feira);

TURMA B: 21 de setembro (quarta-feira).

Boas leituras.



28 de jul de 2016

PROJETO INTEGRADOR: ORATÓRIA


A oratória é definida como “a arte de falar em público” e teve sua ampla difusão em Atenas antes mesmo do nascimento de Cristo.

Ainda que muito antiga, ainda hoje, a fala em ambientes públicos é muito valorizada e por isso há tantos cursos que ensinam técnicas do bem falar.

Saber se expressar adequadamente de maneira oral é essencial para qualquer profissional e, por esse motivo, o tema do primeiro projeto integrador deste semestre é a preparação para apresentações orais.

Mesmo que a fala aconteça, na maior parte do tempo, no estilo face a face, por questões de praticidade e de metodologia, produziremos um vídeo no qual vocês, alunos do 1º ano do curso técnico em Logística integrado em ensino médio do Ifes campus Viana, apresentarão um tema oralmente. Abaixo, seguem as informações para a produção do trabalho:

  1. Grupos de, no máximo, 4 componentes;
  2. Tema: livre;
  3. Duração do vídeo: de 3 a 5 minutos;
Cronograma:
  • 28 de julho de 2016: apresentação teórica do assunto e orientações para a produção da atividade (feitas pelos professores);
  • 04 de agosto de 2016: os alunos deverão trazer o nome dos componentes e PELO MENOS o primeiro esboço o que será tratado no vídeo como: tema, locações (lugar(es) onde será gravado o vídeo), recursos e o texto a ser falado;
  • 10 de agosto de 2016: entrega (via pendrive) dos vídeos à professora Alana ou ao professor Olivaldo na sala dos professores;
  • 11 de agosto de 2016: apresentações dos vídeos.


Os vídeos deverão ter boa resolução e boa gravação de som e não poderão ofender à dignidade humana de quem quer que seja (nem mesmo a título de “piada”), deverão ser de “classificação livre”, portanto, nada de conteúdo para maiores de idade (sejam palavras, imagens ou gestos).

Qualquer descumprimento referente às orientações ou às datas estipuladas implicará diretamente na avaliação dos trabalhos.

E por fim: divirtam-se fazendo o vídeo para que ele também divirta àqueles que o assistirão. Usem todos os recursos que dominarem e dos quais disporem a fim de tornar o vídeo de vocês um sucesso. Já que, conforme conversamos: falar bem é convencer o outro de que o que eu digo é verdadeiro.

Estamos à disposição para sanar as possíveis dúvidas pelos e-mails alanaximenes@hotmail.com e professorolivaldo@gmail.com. Ou então, deixa um comentário aí.

Agora é só "correr para o abraço"!




20 de jul de 2016

ATIVIDADES - LINGUAGEM LITERÁRIA

Olá, ser humaninho! Tudo bom?

Conforme conversamos em nosso último encontro, segue a atividade que deverá ser iniciada agora, no "descanso", e entregue assim que retornarmos às aulas. Decidi adiar um pouco a postagem para que você pudesse aproveitar melhor as - sonhadas e merecidas - férias, portanto, a entrega desta atividade não precisará ser em nossa primeira aula (deixarei a data logo abaixo das orientações).

Como é de seu conhecimento, finalizamos em nossas aulas antes do recesso a introdução ao estudo da Literatura. Sendo assim, como atividade, você deverá ler o livro Cobras em Compota (o download você faz clicando aqui) e escrever (manuscrito, não quero digitado) um texto de 20 a 30 linhas no qual você analisará UM ÚNICO conto do livro a partir das características da linguagem literária.

Ou seja, você, com base nos esquemas e na apresentação trabalhadas em sala de aula (você consegue acessá-las novamente por aqui, aqui e aqui), bem como no capítulo do seu livro-texto, analisará um conto do livro Cobras em Compota destacando, principalmente, as características da linguagem de um texto literário em contraposição com o texto não-literário.

Para ajudar: tente responder, em seu texto, a esta pergunta: POR QUE POSSO CLASSIFICAR O TEXTO ESCOLHIDO COMO UM EXEMPLO DE PRODUÇÃO LITERÁRIA?

Não se esqueça de pegar trechos do conto escolhido para embasar suas reflexões!

Atenção¹: não existe um GABARITO, ou seja, uma única forma correta de se produzir esse texto. Cada resposta será única porque cada autor é único. O objetivo é fazer com que você leia todo o livro e reflita sobre a linguagem literária.

Atenção²: Esta será a primeira atividade envolvendo o livro. A segunda faremos no dia da entrega dos textos, por isso, aproveitem o restinho das férias para - ao menos - lerem todo o livro (que tem texto bem curtos e divertidinhos).

DATA DA ENTREGA DOS TEXTOS E DA REALIZAÇÃO DA SEGUNDA PARTE: 19 DE AGOSTO DE 2016 (SEXTA-FEIRA). << DATA RETIFICADA EM 26/07/2016

VALORES:
1ª PARTE: 7,0 PONTOS
2ª PARTE: 8,0 PONTOS


Caso tenham alguma dúvida, me manda um e-mail (professorolivaldo@gmail.com) ou deixa um comentário aí. 

13 de jun de 2016

TUDO NOVO: DE NOVO


De Moscas - Ana Laura Nahas 
Quantas vezes você já ouviu alguém dizer que queria ser uma mosquinha para ouvir uma conversa a portas fechadas, estar presente em algum lugar que por algum motivo não se pode estar apesar de toda vontade do mundo ou saber o que aquele sujeito enigmático pensa da vida, da arte, do amor, do desamor ou da vitória do Flamengo? 
Eu já quis também, alguma vezes. Mas desde outro dia os motivos são outros, diferentes, mais nobres que um pedaço de segredo ou meia dúzia de curiosidades. Acontece que as moscas são seres mais complexos do que parecem, e ser mosca, pelo menos de vez em quando, é mais do que ser capaz de ouvir conversa, estar presente ou saber da vida alheia. 
Verdade. 
Segundo consta, algumas espécies de moscas vivem apenas 24 horas, o que, em última e filosófica instância, pode significar que poucos seres neste mundo têm tanta urgência de viver quanto as moscas. O que para nós, portanto, é um dia de vida – que pode ser bom, ruim, cansativo ou tedioso, memorável ou desprezível – para elas é a existência inteira, o tempo exato de nascer, comer, reproduzir e morrer, e acabou-se. 
Talvez por isso, quando levantam voo, as moscas não têm rumo certo, não saem do ponto em que se encontram para ir a um lugar definido nem definitivo; apenas voam, sem planejamento, rota, medo ou dificuldade, sem apego, sem ambições nem amarras, sem projetos complexos, sem ciúme e sem saudade, e seja o que Deus (o das moscas) quiser. 
A urgência, vai ver, torna as coisas diferentes, torna da mesma forma imediata a ideia de que a dor não compensa, a indiferença não compensa, o apego não compensa, nem a violência, a insistência e a inconsequência; a urgência faz certeira a certeza de que a vida é curta e, quando menos se espera, termina – e ficam apenas lembranças e papéis e vontades e palavras não ditas. 
Por isso, há tempo de juntar, tempo de jogar fora, tempo de poupar, tempo de gastar, tempo de comer, tempo de digerir e tempo de ir, porque a vida é às vezes urgente como o dia de uma mosca.   


No campus Venda Nova do Imigrante eu aprendi tudo do pouco que sei do que é ser servidor público. De abril de 2010 a junho de 2016, eu vivi, aprendi, ensinei, conheci e, principalmente, cresci. 
Agora, no campus (ainda "avançado") Viana eu começo com novos desafios e possibilidades.

Não foi fácil deixar todo o já-conhecido para trás, mas, como disse o professor Karnal em uma palestra a que assisti ontem: "Mudar é difícil, mas não mudar é fatal!".

E, por fim, Edson Marques: "SÓ O QUE ESTÁ MORTO NÃO MUDA".